O lado B do chocolate

dark-side-chocolate

Trabalho escravo, trabalho infantil, tráfico de crianças. Sim, isso existe também na cadeia produtiva do chocolate. Estamos na Terra!

Enquanto a gente saboreia os mais sonhados produtos, há meninos no meio da mata, sendo castigados pela vida. Seria carma? Eles mereciam mesmo nascer naqueles territórios selvagens e serem judiados e roubados de suas famílias assim?

Deixemos essa resposta para a providência criadora da vida, a justiça maior e única Verdade. Por outro lado, voltemos ao tema.

Nas grandes cidades principalmente, na correria do dia a dia, dedicamos tempo e esforço para sobreviver, pagar contas e, muitas vezes, buscar o que de fato não precisamos (consumo exagerado). Vamos fazer um recorte nesse aspecto: chocolate. Quem não quer um chocolate daqueles? Dos bons, dos nobres. De marca.

Desde o mais humilde plebeu ao mais poderoso dos ricos quase todo mundo deseja um chocolate suíço. Mesmo sem entender nada de chocolate, o que parece incontestável é a máxima “se é suíço é bom”.

Mas atenção! Duvidem ou não, há quem diga que por trás das cortinas da indústria do chocolate existem amargas tristezas. O jornalista Miki Mistrati mostra essa realidade por meio do documentário The Dark Side of Chocolate, de 2010. Dê uma olhada no site, só clicar aí do lado.

Lá dá pra ver o trailer (sem legendas). Tem também vídeos no youtube, fáceis de achar, inclusive completos e legendados. É de arrepiar.

Mesmo assim, entretanto, não vamos parar de comer chocolate. É claro. O que acontece no geral é que uma pessoa, mesmo após assistir a uma obra como essa, poderá esquecer-se rapidamente do conteúdo. Afinal, viver na cidade é um sonho, repleto de notícias boas e más. Um sonho que acaba um dia.

Sem querer levantar poeira ou ressaltar o lado negativo, eu apenas confesso: nunca mais comi uma barrinha meio amarga ou branca, ambas minhas preferidas, sem me lembrar do filme que revela o lado B do chocolate.

Alguns anos depois, Mistrati continuou sua investigação e apresentou outro filme, com resultados não menos chocantes. Veja aqui.

(por Bárbara)

Foto: Reprodução/ thedarksideofchocolate.org

 

Somos um grupo secreto. Nosso objetivo é, secretamente, contribuir para fazer do mundo um lugar melhor. Somos todos personagens alter-egos do jornalista Rodrigo Rezende e mais algumas coisas. Para falar com ele, mande um e-mail para papelvegetall@hotmail.com

Anúncios

2 comentários sobre “O lado B do chocolate

  1. É algo que precisamos ver, rever…
    Esse lado B existe em várias industrias, na produção de várias das coisas que consumimos diariamente. É difícil lidar com isso. Não é algo amplamente divulgado e, mesmo quando ganha destaque, nos coloca contra algo comum às nossas vidas. Acho que, na maioria das vezes, vamos nos negando a enxergar…

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s