A vizinha kriptonita

Cachorros Fumantes

karine-colar

(SE TOPAR, CLIQUE NO VÍDEO ABAIXO PARA LER COM TRILHA SONORA)

Ai, ai, que telefone chato! Já vai! Alô! Oi Claudete, como vai? Menina, eu estou na correria aqui, viu? O Carlinhos vai chegar amanhã, aquele meu sobrinho de Florianópolis. Daí que estou colocando um monte de coisa em ordem e deixando tudo arrumado para aquela criatura não passar mal. Sabe, o garoto tem de tudo, asma, alergia de gato, de passarinho, toc, tique, depressão, bichice e o escambau a quatro.

Foi então que Margarete levantou-se da cama. Enquanto tricotava as novidades com Clau, sua manicure, ela fechava com cuidado o cigarro de maconha que fumaria logo após o desjejum. Café forte amargo, pão francês com requeijão e suco de manga. O inseparável cardápio para começar bem o dia.

Sabe Clau, preciso te contar. Dia desses tomei o elevador com o Marcos, o novo síndico, e uma vizinha nova. Menina,

Ver o post original 505 mais palavras

Anúncios

2 comentários sobre “A vizinha kriptonita

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s