Eles estão comendo pets!

osso

É justo que nos afastemos das notícias ruins, dos pensamentos negativos. Gratidão e positividade são caminhos edificantes para o nosso desenvolvimento. MAS, não podemos fechar os olhos para algumas coisas humanas do momento.

Isso seria desmazelo puro com relação à humanidade. E assim somos: irmãos descuidados uns dos outros.

Enquanto UNS dançam no caribe e bebem suas economias, UNS aproveitam as praias de luxo dentro e fora do Brasil, UNS respiram os ares nobres dos Estados Unidos, UNS surfam as ondas do verão nos litorais quentes e vibrantes do mundo, OUTROS, e são muitos, comem terra, grama, cães e gatos para não morrerem – leia isso aqui e depois voltem para cá.

Dá pra sorrir assim, sem falsidade? Dá pra pensar em seriado, cosmético, sol, comida? Dá pra tomar um chope relaxado com os amigos? Dá pra colocar a cabeça no travesseiro e dormir tranquilo? Caso isso seja possível, me ensine como, pois aqui tá osso. Não estou conseguindo, não.

(por Mauro) 

Foto: Reprodução/portalpets.com.br

 

E, por outro lado, vemos esperança. Olhe só esse policial brincando com as crianças refugiadas… clique.

 

 

 

Somos um grupo secreto. Nosso objetivo é, secretamente, contribuir para fazer do mundo um lugar melhor. Somos todos personagens alter-egos do jornalista Rodrigo Rezende e mais algumas coisas. Para falar com ele, mande um e-mail para papelvegetall@hotmail.com

Anúncios

6 comentários sobre “Eles estão comendo pets!

  1. Li esse trecho em um outro blog hoje, que tratou mais ou menos do mesmo tema em uma resenha. E concordei tão profundamente, acho que se encaixa aqui também:
    “Desde que, adulto, comecei a escrever romances, tem-me animado até hoje a ideia de que o menos que o escritor pode fazer, numa época de atrocidades e injustiças como a nossa, é acender a sua lâmpada, fazer luz sobre a realidade de seu mundo, evitando que sobre ele caia a escuridão, propícia aos ladrões, aos assassinos e aos tiranos. Sim, segurar a lâmpada, a despeito da náusea e do horror. Se não tivermos uma lâmpada elétrica, acendamos o nosso toco de vela ou, em último caso, risquemos fósforos repetidamente, como um sinal de que não desertamos nosso posto. ” (Solo de Clarineta, de Érico Veríssimo, 1978.)
    https://coolturalblog.wordpress.com/2016/01/07/resenha-a-chegada-de-shaun-tan/#like-12297

    Curtido por 1 pessoa

  2. Eu já falei sobre isso várias vezes, como permitem que seres humanos cheguem nesse nível? Entende o que eu quero dizer? O poder cega, o poder corrompe, o poder torna a pessoa insensível. Eu não consigo compreender uma lógica nisso. Por que os dois lados não cedem, pelo menos para dizer ao outro: “Rapaz, vamos atender a população, pessoas estão morrendo sem razão.” Eu não entendo como podem prosseguir com isso? É o quê isso? Inteligência militar, ou insanidade?

    Curtido por 1 pessoa

  3. Não se pode ficar indiferente a tamanha atrocidade. Aquando da seca na Etiópia nos idos de 80 que acabou por motivar Bob Geldof a realizar o ” Live Aid”, pensávamos que, paulatinamente, o mundo haveria de caminhar para cenários onde estas imagens não mais fossem possíveis. Depois, veio a Guerra dos Balcãs, outras nas ex- repúblicas soviéticas, e por aí fora, para nunca mais sairmos deste terror. Não esquecendo a Coreia do Norte que não mostra o que por lá vai.

    Curtido por 1 pessoa

  4. A pior parte é a sensação de impotência, não sei como proceder nesse mundo cruel, por mais ombro que a gente dê, o máximo que podemos fazer são doações, mas é horrível não saber o futuro dessas pessoas e pior ainda é pensar que o que fazemos de bom na Terra não é nem de longe é o suficiente.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s