O dinamarquês em Vegas

Cachorros Fumantes

xadrez

(SE TOPAR, CLIQUE NO VÍDEO ABAIXO PARA LER COM TRILHA SONORA)

Entrei. Na minha frente um dinamarquês fácil de confundir-se com alguém que poderia ser o presidente norte-americano – inglês impecável e português manco. Sem a veste típica, elegante e tradicional do trabalho, talvez ele pudesse se passar pelo velho viking que lhe habita o sangue escandinavo. Não pelo aspecto físico dos músculos, mais pela altura e pelo olhar fixo, azul como a Terra.

Iniciamos a reunião como a rotina pedia. Eu cuidava da comunicação interna da companhia e estava diante do presidente da subsidiária local. Mas o assunto dispersou-se naquele dia, naquele momento. Talvez fosse o prenúncio de que algo bem diferente estava por vir. E veio.

Ele começou a falar da família, mirando um porta-retratos preenchido com a foto de três meninas e uma mulher, tão branquelas quanto todos os membros de sua família. Ficamos uma hora jogando…

Ver o post original 440 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s