Aedes, de vilão a mocinho

pesquisa

Mosquito da dengue pode ajudar em outros casos de doenças, segundo pesquisadores da USP. Eles realizam testes com a saliva do inseto no interior de São Paulo.

Vamos pensar abraçando a lógica. Quando acreditamos que Deus – ou alguma força superior – existe, e que ele é responsável por tudo que vemos ao nosso redor, fica difícil dizer com exatidão que ele errou em alguma coisa. Seria perigoso duvidar. Olhe de novo, pense em tudo que você já viu e ouviu e admita: que complexidade!

Daí que apresentadores de telejornais andam dizendo que o mosquito da dengue é um mosquito maldito. Tá, ele transmite doenças alarmantes. Mas vamos combinar, eles não fazem isso porque querem ou são conscientes de que agem pelo lado escuro da força. Chamá-los de malditos pode ser como cuspir para o alto.

Enquanto os jornalistas acusam os mosquitos de malditos, pesquisadores trazem boas novas, dizendo que a saliva do Aedes aegypti pode tratar doença intestinal. Isso mesmo, o ‘maldito’ também pode ajudar.

Segundo a Agência USP de Notícias, testes laboratoriais feitos na Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto, da USP, mostram que o extrato salivar do mosquito tem ação benéfica sobre doenças inflamatórias do intestino, como a colite ulcerativa e a doença de Crohn, cujos sintomas mais comuns são dores abdominais, diarreia e perda de peso.

Os pesquisadores colocaram uma droga na água para que camundongos desenvolvessem colite. Com a inflamação instalada e os animais com os principais sintomas da doença, eles começaram o tratamento. De acordo com a agência, todos os animais apresentaram melhora clínica geral após três ou quatro dias recebendo o extrato de saliva do mosquito. Veja mais detalhes aqui.

Eis um pequeno passo para um mosquito ‘maldito’ sonhar com papéis que não sejam apenas de vilões.

(Por Bárbara)

Foto: Reprodução

Somos um grupo secreto. Nosso objetivo é, secretamente, contribuir para fazer do mundo um lugar melhor. Somos todos personagens alter-egos do jornalista Rodrigo Rezende e mais algumas coisas. Para falar com ele, mande um e-mail para papelvegetall@hotmail.com

Anúncios

Um comentário sobre “Aedes, de vilão a mocinho

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s