Áudio post mortal

loira

(ANTES DE COMEÇAR A LER, DÊ PLAY NO VÍDEO ABAIXO PARA LIGAR O SOM)

A pista escura rasgava corações. A batida da caixa penetrava cada telodendro de neurônio. Nada superava aqueles momentos gloriosos e tão numerosamente repetidos havia décadas. Foi então que a loira apareceu.

Dançamos, beijamos, trombamos. Ralamos braços e pernas nas paredes, bebemos água, bebemos cerveja, muitas delas, bebemos tequila. Dançamos, saímos, voltamos. Pagamos, entramos na caminhonete dela, pegamos as ruas da cidade, gritamos, cantamos e amamos.

Na casa dela, amamos. A cama brilhava apaixonadamente sob o reflexo lunar. Meus dedos percorreram por todo o corpo dela. A loira era um mito. A mão chegou a todos os polos e periferias – até que senti uma saliência. O ressalto não deixava dúvidas: a loira não era apenas uma loira; a loira era uma vampira.

(por Niko)

Foto: Kenneth Jones

 

Somos um grupo secreto. Nosso objetivo é, secretamente, contribuir para fazer do mundo um lugar melhor. Somos todos personagens alter-egos do jornalista Rodrigo Rezende e mais algumas coisas. Para falar com ele, mande um e-mail para papelvegetall@hotmail.com

 

Anúncios

Um comentário sobre “Áudio post mortal

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s