Meu nome é Valter

kiss-pinball

Bandas famosas se tornam grandes empresas. Pelos menos, grande parte delas. Além de criarem músicas que permanecem ‘vivas’ por décadas e fazerem shows que recebem milhares de fãs pelo mundo, elas desenvolvem marcas – querendo ou não – e vendem muitos outros produtos que nada têm a ver com música. Vamos pensar a respeito disso. E ler muito bem o segundo parágrafo, logo abaixo.

As camisetas – pense bem –, por mais tradicionais que sejam para que os fãs mostrem as suas preferências musicais a todos enquanto desfilam pelas ruas – são roupas. As canecas e copos, oras, são canecas e copos. O pessoal costuma usá-los em casa, no trabalho, nos encontros com os amigos. Chaveiros, bonés, blusões, blusinhas, meias, baralhos, guarda-chuva, abajur e até mesmo quebra-cabeças, esquis (acredite), macacão e babador de bebê e máquina de fliperama. Tudo isso aparece nas lojas de bandas famosas. Tipo de negócio que geralmente é virtual. Os caras vendem de tudo por meio do site oficial. Fora os produtos que levam as marcas de bandas em seus rótulos e são comercializados em outros ambientes de vendas, como cervejas e vinhos.

É claro que o core business (negócio principal) da banda não muda: é a produção musical, e ponto. Com esses produtos adicionais, eles continuam, na verdade, a fortalecer a marca. Não sobrevivem disso, obviamente. E, menos nobre e sem querer, acabam impulsionando os piratas a produzirem e venderem tudo quanto é tipo de coisas com as suas marcas.

Bem, mas o legal é que tem coisa boa no meio disso tudo. Basta pesquisar bem e de forma detalhada. Um dos produtos que chamam a atenção, pelo menos do pessoal aqui da casinha dos Cachorros Fumantes, são livros.

No caso, o Bad Religion é uma das bandas que vendem livros em seu site. Um deles, escrito pelo vocalista da banda, que também tem diversas formações acadêmicas, vem com um disco de canções que inspiraram o livro: Population Wars – a new perspective on competition and coexistence. O tema é genial e ‘costurado’. Nesse tipo de produto, enxergamos alguma coisa a ver com música. Quem sabe isso pode inspirar os criativos e, com isso, impulsionar o aparecimento de outros itens similares no quesito ‘interessante’? Seja para uma banda ou não.

site-acdc

site-badregion

site-iron

site-kiss

site-paralamas

site-pearljam

site-stones

PS. Tomar cuidado com sites de compra online. Em nossa pesquisa para fazer esse post, fomos avisados de uma atividade suspeita no site do ACDC. Tivemos problemas posteriormente com senhas do Google e, por isso, resolvemos fazer uma limpeza em nossa base, incluindo outras trocas de senhas. E olha que nem compramos nada, apenas surfamos no site. (Cachorros Fumantes)

(por Valter)

Fotos: Reprodução dos sites

 

Somos um grupo secreto. Nosso objetivo é, secretamente, contribuir para fazer do mundo um lugar melhor. Somos todos personagens alter-egos do jornalista Rodrigo Rezende e mais algumas coisas. Para falar com ele, mande um e-mail para papelvegetall@hotmail.com

Anúncios

2 comentários sobre “Meu nome é Valter

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s