Deco falou

dogs-1393617 (1)

Cheguei tarde naquele dia. Mas havia comida no pote do Deco. Estranhamente, a comida estava toda ali. Deco não comera, pela primeira vez na sua vida. Parei atrás da porta logo que fechei o trinco. E fitei os olhos do cão.

Deco parado, olhos fixos nos meus. Olhos nossos que navegavam por oceanos através de si mesmos. Uns criando imaginação dentro dos outros. Meus olhos dentro do olhar dele. E os olhos dele dentro do meu olhar.

Foi então que nitidamente ouvi: “Cuzão”.

Deco não comera naquele dia. Pela primeira vez. Deco nunca tinha me olhado com olhos tão navegáveis. Mas, finalmente, aprendera a falar.

Acordei, tomei dois comprimidos e fui trabalhar.

(Niko)

Foto: Robson Oliveira

Somos um grupo secreto. Nosso objetivo é, secretamente, contribuir para fazer do mundo um lugar melhor. Somos todos personagens alter-egos do jornalista Rodrigo Rezende e mais algumas coisas. Para falar com ele, mande um e-mail para papelvegetall@hotmail.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s