Como agir em acidentes com animais peçonhentos

escorpiao-azul-imperador

No período de chuva, o risco de acidentes com animais peçonhentos aumenta, pois alguns deles buscam abrigo em locais secos que podem ser próximos de casas ou até entram nelas pelo encanamento do esgoto, inclusive em apartamentos.

Algumas espécies, como as serpentes, aproveitam essa época mais quente do ano para acasalar, saindo dos locais onde vivem em busca de parceiros sexuais. Essa maior atividade pode aumentar o registro de acidentes. Outros animais podem ser encontrados em parques, clubes, praças ou jardins, locais bastante visitados durante o verão e férias escolares.

Abelhas – não é orientado realizar procedimentos caseiros; a remoção dos ferrões deve ser feita por um profissional de saúde. Use compressas de água fria para aliviar a dor. Ainda não há soroterapia para o caso de acidentes por abelhas no Brasil e o tratamento é sintomático. Caso haja múltiplas picadas, levar o acidentado o mais brevemente possível para um posto de saúde.

Aranhas – lave o local da picada com água e sabão e não faça torniquete ou garrote nem fure, corte queime, esprema ou faça sucção na ferida. Não aplique folhas, pó de café ou terra para não provocar infecções. Havendo ou não melhora, o paciente deve ser levado ao serviço de saúde mais próximo.

Escorpiões – compressas mornas podem ser usadas para aliviar a dor até chegar a um serviço de saúde, onde o médico poderá avaliar a necessidade ou não de soro ou tomar outras medidas necessárias. O prognóstico do paciente com manifestações sistêmicas está diretamente relacionado à rapidez da administração do soro.

Serpentes – nem toda espécie causa envenenamento grave. Para as que causam, o tratamento é feito com o soro específico para o tipo de envenenamento. Os soros antiofídicos são o único tratamento eficaz e, quando indicados, devem ser administrados em ambiente hospitalar, sob supervisão médica.

Águas-vivas e caravelas – para alívio da dor devem, faça compressas geladas, mas é importante que não seja usada água doce, nem para a lavagem do local da lesão, pois a água doce pode piorar o quadro do envenenamento. Em seguida, lave com ácido acético a 5% (vinagre), sem esfregar a região acometida, e, posteriormente, faça compressa do mesmo produto por 10 minutos para neutralizar as células que contêm veneno. O paciente deve procurar assistência médica para avaliação e tratamento complementar.

Veja aqui a lista de hospitais, em todo o Brasil, que realizam atendimento com soroterapia para acidentes com animais peçonhentos.

(Fonte: Ministério da Saúde)

Por Niko

Somos um grupo secreto. Nosso objetivo é, secretamente, contribuir para fazer do mundo um lugar melhor. Somos todos personagens alter-egos do jornalista Rodrigo Rezende e mais algumas coisas. Para falar com ele, mande um e-mail para papelvegetall@hotmail.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s