USP faz 1º levantamento demográfico de gêmeos

punk

(LEIA PRIMEIRO O ÚLTIMO PARÁGRAFO, EM NEGRITO)

Levantamento realizado pelo Instituto de Psicologia (IP) da USP mostra um aumento de crianças gêmeas nascidas na cidade de São Paulo. O índice pulou de 10 em mil nascimentos, em 2003, para 13 em mil nascimentos, em 2014. O estudo foi baseado em dados fornecidos pelo Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos (Sinasc) dos 148 hospitais da rede pública e privada da cidade.

O objetivo da pesquisa foi coletar informações para geração de conhecimento científico na área de comportamento de gêmeos.

Uma das prováveis hipóteses deste crescimento é o fato de as mulheres com maior poder aquisitivo, e preocupadas com sua formação profissional, postergarem a maternidade. “Quando estão próximas do fim da vida reprodutiva, elas recorrem cada vez mais às técnicas de reproduções assistidas”, relata a coordenadora da pesquisa, a professora Emma Otta.

Um dos elementos que confirma esta hipótese foi o alto percentual de gêmeos encontrados no hospital Albert Einstein. Nesta maternidade, houve registro de 17 a 29 gêmeos em mil nascimentos, enquanto que nos hospitais públicos a taxa variou entre 7 a 11 por mil nascimentos.

O estudo mostrou também que a idade materna influenciou positivamente nas taxas de nascimento de gêmeos. As mulheres com mais de 35 anos tiveram mais gestações múltiplas dizigóticas (formação do embrião a partir de dois óvulos e de dois espermas separados).

Quando a maternidade acontecia por volta dos 24 anos, o número de gravidezes monozigóticas e dizigóticas era relativamente igual (de 5 para mil). Com o aumento da idade da mãe, este índice mudava significativamente. Com 35 anos ou mais, as mulheres tinham maiores chances de gestarem gêmeos dizigóticos (35 para mil).

Isso me fez lembrar de Mônica. Como assim? Não sabes de Mônica? Leia agora!

Os pães e cabelos de Novo Hamburgo

 

 (por Marina)

 Somos um grupo secreto. Nosso objetivo é, secretamente, contribuir para fazer do mundo um lugar melhor. Somos todos personagens alter-egos do jornalista Rodrigo Rezende e mais algumas coisas. Para falar com ele, mande um e-mail para papelvegetall@hotmail.com

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s